03/03/2021 :: Meditações da Quaresma - Pe. Marinko Šakota sobre o jejum (Parte 1)

 

Meditações da Quaresma 

Pe. Marinko Šakota sobre o jejum (Parte 1)

17 de fevereiro de 2021 

 

JEJUM

• O jejum é uma das primeiras e mais importantes convites de Nossa Senhora em Medjugorje.

• O apelo ao jejum pode ser visto bem no início da Bíblia, no livro do Gênesis ("De toda a árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás) e também em outros livros da Biblia. Jejuaram  os profeta, Jesus e também as primeiras comunidades cristãs. A prática do jejum esteve presente ao longo de toda a história do Cristianismo até quase se perder completamente no século XX.

• Um sacerdote disse ao Pe. Slavko Barbarić: “Aqui (em Medjugorje) eu descobri que em 30 anos de pregação eu nunca falei para as pessoas sobre o jejum, por exemplo, para explicar por que, como, quando, os perigos e os benefícios. Mencionei o jejum, é claro, pelo menos na Quaresma. Agora que li a Bíblia, me pergunto como foi possível não ver essa mensagem quando ela está em quase todas as páginas. Jesus jejuou, falou sobre jejum, disse que também os seus jejuariam. Como isso foi possível, fico me perguntando sem parar, e temo que haja muito mais mensagens esperando pela minha atenção, para que eu as possa descobrir "

• O que é o jejum?

• O jejum não é uma dieta.

• Enquanto a dieta é voltada exclusivamente para o corpo, na concepção cristã do jejum, o foco está no interior e na transformação do coração.

• O jejum é “um ato de humildade diante de Deus e uma expressão penitencial de nossa necessidade de nos converter do pecado e do egoísmo para que pudéssemos amar a Deus acima de todas as coisas e ao próximo como a sí mesmos. Seu objetivo é a transformação de todo o nosso ser - corpo, alma e espírito. É necessariamente acompanhado pela oração e pela prática de atos de misericórdia. "

• O jejum é um ato pelo qual me questiono para ver COM O QUE EU ME ALIMENTO E DO QUE VIVO ...

 

• COMO JEJUAR

Nos chamados de Nossa Senhora identifica-se o convite ao crescimento. Os videntes uma vez perguntaram a Nossa Senhora qual era o melhor jejum. A resposta de Nossa Senhora foi: "O melhor jejum é de pão e água." (21 de julho de 1981)

Em outra ocasião, Nossa Senhora pediu um jejum "severo" (14 de agosto de 1984).

"É por isso que chamo todos vocês, queridos filhos, para orar e jejuar ainda mais forte." (25 de agosto de 1991)

E então Nossa Senhora nos convida ao crescimento no jejum, para experimentar o jejum de dentro. Nossa Senhora deseja que os fiéis não apenas façam jejum externamente, mas, que ele seja um ato interno. É por isso que ele nos chama: Jejuem com o coração.

• “Hoje eu os convido a começar a jejuar com o coração. Há muitas pessoas que jejuam, mas fazem isso apenas porque todos estão jejuando. Tornou-se um habito que ninguém deseja interromper. Peço à paróquia que jejuem por agradecimento a Deus, por me permitir ficar nesta paróquia por tanto tempo. Queridos filhos, jejuem e rezem com o coração! ” (20 de setembro de 1984)

• Existem, portanto, duas maneiras de jejuar:

• a) jejum fora dos costumes;

• b) jejum de coração

• O jejum é um processo (uma pratica ...) para o coração

• De fora para dentro

• Não fique apenas no exterior, mas vá para o interior - para o coração

• “Por isso, agora ainda – oráculo do Senhor – voltai a mim de todo o vosso coração, com jejuns, lágrimas e gemidos de luto. Rasgai vossos corações e não vossas vestes; voltai ao Senhor, vosso Deus, porque ele é bom e compassivo, longânime e indulgente, pronto a arrepender-se do castigo que inflige". (Joel 2: 12-13)

• Jejuar não é um ato para obter méritos diante de Deus.

Lembremo-nos do fariseu que ora no templo e jejua duas vezes por semana. Jesus diz que sua oração e jejum não têm valor diante de Deus. O jejum não é um ato para obter méritos diante de Deus. Não nos tornamos melhores e maiores aos olhos de Deus por que jejuamos. A única coisa que importa para Deus é o que acontece em nós por meio do jejum.

Às vezes, nos gabamos diante dos outros de que estamos jejuando. Enfatizamos que estamos jejuando para que os outros escutem. Por que Jesus é contra o fato de as pessoas saberem que estamos jejuando?

• Porque não jejuamos para agradar as pessoas.

• Também o jejum pode ser utilizado para alimentar e fortalecer nosso ego, e precisamos realmente ir na direção oposta: enfraquecer o ego e se libertar dele.

 

• QUANDO JEJUAR?

• A Rainha da Paz pede o jejum dois dias por semana: quartas e sextas-feiras.

• VIVER COM PÃO E ÁGUA

• Jejuar não é apenas abdicar de algo!

• O jejum é uma vida com pão e água

• Vivo dias de jejum com pão e água. Este é o meu alimento, do qual vivo.

• A regra é beber pão - comer água

Nunca coma uma fatia inteira de pão, mas sempre a parta

• Coma o pão vagarosamente e mastigue-o várias vezes até que se transforme em líquido.

• Beba água gole por gole ...

• Portanto, a ênfase está em provar pão e água.

• Podemos transformar este ato de comer pão e água em oração: Jesus, obrigado ... Jesus, tu és o pão da vida ...

 

DIMENSÃO CORPORAL DO JEJUM

O jejum, como o Cristianismo o entende, diz respeito ao homem como um todo- corpo, alma e espírito. É um processo que começa de fora, mas não para por aí. Seu objetivo é mudar o seu coração e aprofundar seu relacionamento com Deus.

De acordo com o corpo, o jejum atua como uma correção das formas erradas de comer e se alimentar. Como muitas pessoas comem um terço a mais do que precisam, no jejum se descobrem o excesso de peso que sobrecarregam o organismo. Devido a esse excesso, primeiramente sofre o coração, mas também outros órgãos, e assim reduz o sistema de defesas do corpo contra as doenças. “isso acontece com todos que comem rapidamente, porque não conseguem saber de quanto o corpo precisa. Assim se perde a conexão entre o organismo, que envia seus sinais quando está farto de comida e bebida, e a resposta consciente do sistema nervoso central é perdida. Isto é fatal para qualquer organismo." (frei Slavko Barbaric)

Devido à rapidez com que se ingere alimentos e outros motivos, muitas pessoas aterrorizam o próprio corpo porque não o escutam dizer: Basta! É por isso que Pe. Slavko conclui: "Então, se não ouvimos nosso próprio corpo quando comemos demais, como podemos ouvir outra pessoa?"

Isso não quer dizer que pessoas gordas sejam más e magras sejam boas, nem que a obesidade seja um obstáculo à santidade. Pelo contrário! Na lista de santos frequentemente encontramos obesos.

Diz-se que irmãos em um convento dominicano cortaram uma mesa para que um irmão pudesse se aproximar e comer, porque ele era muito gordo. E se tratava nem mais nem menos do que um grande santo – São Tomás de Aquino.

Mas, independente da benevolência das pessoas obesas, devemos ainda prestar atenção ao corpo que o Criador nos deu, e o jejum é uma das formas de cuidar dele. Além de liberar o excesso, o jejum também é higiene corporal, pois limpa o corpo das impurezas que se acumulam na ingestão dos alimentos. Os chineses têm um provérbio: "Um quarto da comida para o corpo, três quartos para o médico!" É por isso que a sabedoria popular expressou esse pensamento: "Deixe que o alimento seja o seu remédio, e não o remédio seja o seu alimento."

É claro que o corpo e a alma estão conectados, um age sobre o outro, por isso precisamos cuidar não só da comida que ingerimos no corpo, mas também do estado da alma. Quando um de nossos frades estava comemorando seu 106º aniversário, alguém lhe perguntou o que ele comia para atingir tamanha longevidade. Ele respondeu: "Não é importante o que você se alimenta, mas o que se alimenta de você."

O significado do jejum não é apenas abandonar a comida e a bebida. A renúncia é apenas o começo, o sentido está na mudança do seu interior. São João Crisóstomo já havia alertado sobre isso: "Deixemos nossas línguas fazer jejum de palavras nocivas e feias, pois de que nos adianta se, de um lado, evitamos comer frango ou peixe, e por outro lado 'mastigamos' nossos irmãos. "

Josef Ratzinger (mais tarde Papa Bento XVI) escreveu sobre o jejum, no qual motivos egoístas podem se infiltrar: “É verdade que o jejum é praticado de várias maneiras hoje: por razões médicas, estéticas e outras. E isso é bom. Mas apenas esse jejum por si só não é suficiente para um homem. Porque, o objetivo deste tipo de jejum permaneceu apenas no próprio 'eu'. Ele não liberta o homem de si mesmo, mas está a apenas aí para si mesmo."

No jejum, precisamos ter cuidado para não nos preocuparmos apenas com o exterior para não ir na direção errada. Como exemplo de homem cujo jejum se tornou um objetivo apenas para si mesmo, Jesus coloca o fariseu orando no Templo. “O fariseu, endireitando-se, orou para si mesmo: ' "O fariseu, em pé, orava no seu interior desta forma: Graças te dou, ó Deus, que não sou como os demais homens: ladrões, injustos e adúlteros; nem como o publicano que está ali. Jejuo duas vezes na semana e pago o dízimo de todos os meus lucros." (Lc 18: 11-12)

Portanto, se ficarmos apenas no nível físico - jejuando com a intenção de perder peso ou para ter uma “linha” melhor, podemos cair no narcisismo, na complacência e girando em torno de si, olhando constantemente no espelho e medindo-se na balança. O significado do jejum é completamente o oposto - libertá-lo de si mesmo. “Em nossa época, o jejum parece ter perdido um pouco do seu significado espiritual e, em uma cultura marcada pela busca do bem material, ganhou um significado terapêutico de cuidar do corpo. O jejum certamente contribui para o bem do corpo, mas para os fieis é acima de tudo uma 'terapia' pela qual eles se curam de tudo o que os impede de se modelar à vontade de Deus. ” (Papa Bento XVI)

A Quaresma que está diante de nós. É uma oportunidade de viver o jejum como uma terapia pela qual somos direcionados ao Senhor Ressuscitado e nos aproximamos e nos molda com Seu amor.

 
Fonte: Medjugorje HR

voltar

 

Buscar  
Em    
 
 
 
 
 
 
 
Digite seu e-mail abaixo para receber nossas atualizações.
 
 
 
 

Testemunho de Testemunho do fundador do Secretariado Rainha da Paz RJ, o médico Dr. José Ribamar

É muito forte a relação da Mãe com cada filho que vai á Medjugorje e é , especialmente, emocionante a ligação com seus filhos brasileiros. Há quase 3 décadas o fundador do Secretariado Rainha da Paz do Rio de Janeiro, o médico pediatra Dr. José Ribamar, ao levar a esposa para conhecer este lugar sagrado, recebeu lá, a missão de trazer esta espiritualidade ao Brasil e levar corações até Medjugorje.

Testemunho de Testemunho de Geane de Souza Vieira /Goiânia-Go

Ir à Medjugorje, acredito, é desejo de todo devoto de Nossa Senhora. Meu desejo de ir a esta terra visitada por Maria vinha de muito tempo.

Testemunho de Maria Auxiliadora Almeida Castro - Montes Claros - MG

MEDJUGORJE - Pedacinho da Bósnia-Herzegovina onde o Céu toca a Terra, cravejado entre duas montanhas Solo sagrado, que há 35 anos recebe as aparições de Nossa Senhora Rainha da Paz.

Ver Mais Testemunhos
Envie seu Testemunho
 
  Siga-nos Facebook Facebook  
 
© 2021 medjugorje.org.br | medjugorje.org.pt - Site melhor visualizado em Internet Explorer 8 - 1024x768 px ou superior.
Astec Web - Criação de Sites e Lojas Virtuais